Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Crítica: O Cortiço.

Imagem
No último final e semana (8 e 9/4) no teatro Margarida Schivasappa foi apresentado a montagem do clássico naturalista O Cortiço, obra do autor brasileiro Aluísio Azevedo (1857 - 1913) que faz um recorte acerca da vida nas estalagens cariocas no final do século XIX. Similar ao livro o espetáculo nos introduz a história mostrando a relação entre João Romão – dono do Cortiço – e a escrava Bertoleza – sua fiel e submissa amante. Aqui temos uma cena demasiadamente longa que poderia ter sido resumida em poucos minutos, não pela carga dramática da cena mas sim pela falta de feeling entre os interpretes; João Romão carrega toda a cena, um bom ator, porém mal aproveitado ao longo do espetáculo; enquanto Bertoleza se resume a fazer caras e bocas estereotipadas. O Black Face me incomodou, é um artificio antigo e que se tornou ofensivo nos dias de hoje. O núcleo das lavadeiras é a melhor parte do espetáculo. Há uma interação grande entre todos os personagens e serve otimamente como alívio cômico pa…